Pular para o conteúdo
Home » MilaNews » Turma da Mônica cria personagem com nanismo

Turma da Mônica cria personagem com nanismo

A Turma da Mônica acaba de ganhar um novo personagem. Bernardo é inspirado na história real de um menino de Caxias do Sul (RS) que tem acondroplasia, a forma mais comum de nanismo. Essa doença genética afeta o crescimento normal dos ossos, resultando em um indivíduo cuja altura é muito menor que a média de toda a população.

O livro, intitulado ‘Nosso amigo com nanismo’, conta a história de Bernardo no seu primeiro dia de aula na Escola Limoeiro, onde estudam Mônica, Cebolinha, Magali, Cascão e outros personagens da turminha. Assim que chegam à sala de aula e encontram Bernardo, todos começam a questionar sua baixa estatura. A partir daí, ele conta sua história, fala sobre as dificuldades das pessoas com nanismo e mostra que somente o conhecimento e a informação podem tornar a nossa sociedade mais inclusiva.

A mãe de Bernardo, Flávia Berti Hoffmann, acredita que a inserção do personagem no universo da Turma da Mônica fará uma grande diferença para todas as pessoas que têm nanismo. “Temos que nos esforçar para mostrar para a sociedade que as pessoas com nanismo têm o direito de viver uma vida normal, e que o papel de todos é contribuir para que isso ocorra de uma maneira natural, sem preconceito. Sabemos que é importante conversar sobre esses assuntos com as crianças, para que elas cresçam entendendo e respeitando as diferenças, e a Turma da Mônica tem uma ótima aceitação com esse público, então, com certeza, esse personagem vai ter um papel extremamente importante para a causa do nanismo. Ver este livro pronto é a realização de um sonho”, afirma Flávia.

Para a Mauricio de Sousa Produções, criar esse personagem foi um processo muito interessante e prazeroso. “É com muito orgulho que damos as boas-vindas ao Bernardo! A inclusão e a representatividade fazem parte do dia a dia da Turma da Mônica e é muito bom saber que conseguimos, cada vez mais, retratar tantas crianças ao redor do mundo. Temos certeza de que essa história e esse personagem vão contribuir para melhorar a vida das pessoas com nanismo”, pontua o desenhista Mauricio de Sousa.

E o livro?

O livro ‘Nosso amigo com nanismo’ será lançado pela editora Culturama, licenciada da Turma da Mônica desde 2017. A publicação, no formato 20×27 cm, terá 32 páginas ilustradas, capa em papel cartão e miolo em couchê.

Segundo o diretor-presidente da Culturama, Fabio Hoffmann, esse projeto é fundamental para que cada vez mais pessoas saibam o que é o nanismo. “Esse livro é muito especial para a Culturama porque certamente vai ajudar muitas pessoas. Não há nada mais gratificante do que publicar um livro em prol de uma causa tão importante e saber que isso vai fazer a diferença na vida de muita gente”, explica Fabio.

 

O livro tem como apoiadora a biofarmacêutica BioMarin, líder mundial no desenvolvimento e comercialização de terapias inovadoras para doenças genéticas raras. “Vencer o preconceito geracional é fundamental para possibilitar às pessoas com nanismo um melhor desenvolvimento, principalmente durante a infância”, afirma o diretor médico da BioMarin América Latina, Eduardo Franco. 

A BioMarin criou a campanha ‘Minha história vai além’, que tem o objetivo de falar sobre acondroplasia para garantir o acolhimento das pessoas com nanismo pela sociedade. Como parte da campanha, a biofarmacêutica vai distribuir exemplares do livro ‘Nosso amigo com nanismo’ para escolas, instituições e associações. Além disso, haverá painéis informativos em algumas estações de metrô de São Paulo: Higienópolis-Mackenzie (linha 4,  amarela) até o dia 31 de outubro; Alto da Boa Vista  (linha 5, lilás) e Vila Mendes Natal (linha 9, esmeralda) de 18 a 31 de outubro.

O evento de lançamento do livro ‘Nosso amigo com nanismo’ está marcado para o dia 25 de outubro, às 19h, na Livraria Cultura – Conjunto Nacional, localizada na Avenida Paulista, 2073, na cidade de São Paulo.

A data foi escolhida especialmente por marcar o Dia Nacional do Combate ao Preconceito às Pessoas com Nanismo.

Um pouco sobre o nanismo?