Pular para o conteúdo
Home » MilaNews » Festival de Cinema Italiano no Brasil 2023 começou

Festival de Cinema Italiano no Brasil 2023 começou

Paola Cortellesi nos bastidores de AINDA TEMOS O AMANHÃ (2022), seu filme de estreia na direção e líder de bilheteria na Itália, que está na programação do festival (Foto: Divulgação).

FESTIVAL DE CINEMA ITALIANO NO BRASIL 2023 começa nesta quarta (8), levando ao público brasileiro o melhor da produção cinematográfica italiana atual e do século passado até o dia 9 de dezembro. A seleção de 32 filmes, composta por 16 longas inéditos, alguns deles recém-lançados na Itália como é o caso de “Ainda Temos o Amanhã” (C’è Ancora Domani, 2023), drama de Paola Cortellesi que abriu o Festival de Cinema de Roma deste ano e que estreou liderando a bilheteria de seu país, e por 16 clássicos na retrospectiva “A Comédia à Italiana”, chega gratuitamente em todo o Brasil através do streaming, disponível no site do festival, e nas exibições presenciais que acontece em diversas cidades nas cinco regiões brasileiras.

“A 18ª edição do Festival de Cinema Italiano no Brasil é uma oportunidade para os amantes do cinema mergulharem na rica tradição cinematográfica da Itália. Seja através dos olhos dos diretores contemporâneos ou da lente nostálgica da ‘Commedia all’italiana’, há algo para todos neste festival”, explica Erica Bernardini, curadora e diretora cultural do festival, ao lado de Nico Rossini, que também é diretor da Câmara de Comércio Ítalo-Brasileira, que promove o festival desde sua primeira edição.

O festival ainda traz mais títulos clássicos de várias décadas e origens ao público brasileiro. Representando a Sardenha, Nanni Loy está na seleção com “Golpe dos Eternos Desconhecidos” (Audace Colpo dei Soliti Ignoti, 1959), enquanto Alberto Lattuada, nascido na região da Lombardia, está com “Venha Tomar Café Conosco” (Venga a Prendere il Caffè… Da Noi, 1970). Luigi Comencini, da província de Bréscia, é lembrado com “O Gato” (Il Gatto, 1977); Pasquale Festa Campanile, da região da Basilicata, com “Rugantino, o Conquistador” (Rugantino, 1973); e Giuseppe Bertolucci, da cidade de Parma, assim como seu famoso irmão Bernardo, com “Berlinguer, I Love You” (Berlinguer, ti Voglio Bene, 1977). Para completar, os romanos Steno e Elio Petri são recordados com “Amor à Italiana” (Amore all’Italiana, 1966) e “A Propriedade Não É Mais um Roubo” (La Proprietà Non È Più un Furto, 1973), respectivamente.

FESTIVAL DE CINEMA ITALIANO NO BRASIL foi fundado pela Câmara do Comércio Italiana de São Paulo – ITALCAM, e conta com a colaboração e patrocínio da Embaixada da Itália. É importante ressaltar que a Pirelli será, pelo terceiro ano consecutivo, o Patrocinador Master do Festival, reconfirmando uma tradição da empresa de incentivar a cultura italiana no Brasil, contribuindo de forma concreta ao grande sucesso do Festival.