Pular para o conteúdo

Cultura à Milanesa

‘Os Bravos Nunca se Calam’: Comédia investigativa estreia nos cinemas dia 17 de novembro

Dias antes do lançamento de seu novo livro sobre um grande esquema de corrupção, o veterano jornalista Joaquim é encontrado morto. O que a polícia aponta como morte acidental acaba por reaproximar seus filhos, os jovens Manoela e Caio, que começam uma investigação por conta própria. Seguindo rastros e pistas, os atrapalhados “detetives” se veem cercados por conspirações, ameaças e falsos relatos, descobrindo que nem tudo é o que parece!

“Os Bravos Nunca se Calam” é o nome do livro que aponta um escândalo de corrupção envolvendo a prefeitura da cidade, autoridades e empresários. Os filhos do autor vivem distantes e não tem uma boa relação. Manoela (Duda Meneghetti) segue os passos do pai e estuda jornalismo em Porto Alegre, enquanto Caio (Edu Mendas) ainda vive na casa dos pais no interior. Ele treina dia e noite para participar de um campeonato de games. A morte suspeita do pai (José Rubens Chachá) os reúne em uma investigação bem particular. Em parceria com o Cinescape, estão previstas sessões especiais do filme com um jogo interativo inédito e exclusivo.

Os Bravos Nunca se Calam – crédito Fabio Rebelo (3)

“Manoela e Caio usam o livro como uma espécie de guia para os meandros desta intrincada trama e, cada novo personagem oferece, além de informações sobre o caso, uma nova peça para que consigam montar o quebra-cabeça de quem era realmente Joaquim”, resume o diretor Márcio Schoenardie. Contra tudo e todos, os irmãos embarcam em uma jornada atrás de respostas pelas ruas pacatas de uma cidade típica do interior. Gabriel Faccini, Tiago Rezende, e Tomás Fleck (o trio responsável pelas séries “Necrópolis” e “Alce & Alice” (ambas licenciadas pela Netflix), assinam o roteiro.

Os Bravos Nunca se Calam – Frame – crédito Lança Filmes (4)

O realizador define a trama investigativa dos irmãos como uma aventura no estilo Sessão da Tarde. “Teve um dia em que um produtor disse que parecia um filme do Scooby-Doo. É ótimo que seja um filme Scooby-Doo”, avalia. “É uma história que tem muito a minha cara e a de quem estava envolvido, no estilo da comédia, da leveza que eu gosto”, acredita o cineasta. Ao mesmo tempo, além das correrias e reviravoltas, Schoenardie vê uma história sobre relações familiares, sobre o amadurecimento dos irmãos, que também contam com o apoio da mãe, Ana (Mirna Spritzer), sempre bem disposta.

Sinopse:

Dias antes de lançar seu novo livro sobre um grande esquema de corrupção, o autor é encontrado morto.

Durante a despedida, os filhos se reencontram e o que parecia ser uma morte acidental se transforma em um possível caso de assassinato. Seguindo rastros e pistas, os atrapalhados “detetives” se veem cercados por inimigos, ameaças e falsos relatos, descobrindo que nem tudo é o que parece.

Elenco: 

Duda Meneghetti (Manoela), Edu Mendas (Caio), Mirna Spritzer (Ana), José Rubens Chachá (Joaquim), Marcos Contreras (Aurélio), Nelson Diniz (Marco), Álvaro RosaCosta (Dr. Israel), Adriano Basegio (Prefeito) e Diogo Verardi (Pachequinho)

Serviço:

“Os Bravos Nunca se Calam”

Somente nos Cinema a partir do dia 17 de Novembro de 2022.

Comédia | 104 min. | Brasil

Classificação Indicativa: 12 anos

Instagram: @lancafilmes | Facebook:/lancafilmes | Tik Tok: @lancafilmes

Assista o Trailer:

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=LPT0DI1CUz0[/embedyt]

Edu Mendas –  Personagem: Caio 

Ator, roteirista, radialista, podcaster e CEO Papier digitais. Criador e host do podcast “Projeto Mendas” (Papier Podcast/Agência de Podcast). Apresenta o programa Cafezinho, talk show lendário do sul do Brasil da Rádio Mix FM. Redes Sociais: Instagram: @edumendas 11.5K seguidores | Tik Tok: @quasealeatorioshow 291.6K curtidas.

Duda Menegheti – Personagem: Manoela 

Atriz, dubladora e locutora profissional brasileira, com formação pela DuBrasil – Escola de Dublagem em São Paulo em 2018. Redes Sociais: Instagram: @duda.menegheti 8.8K seguidores | Tik Tok: @tudo.arte 824K curtidas.

Diogo Verardi – Personagem: Pachequinho 

Ator e humorista brasileiro. Foi finalista do Prêmio Multishow de Humor. Conhecido pelo perfil de humor e entretenimento @malhassaum. Redes Sociais: Instagram: @malhassaum 20.2K seguidores | TikTok: @malhassaum 154.8K curtidas.

Os Bravos Nunca se Calam – Frame – crédito Lança Filmes (3)

Sobre o diretor – Márcio Schoenardie

Diretor e roteirista gaúcho atualmente sediado em São Paulo. Vindo dos curtas-metragens, migrou para a televisão onde trabalhou em projetos da Rede Globo, Canal Brasil, Canal Futura, HBO, TVBrasil, Universal Channel e a plataformas Star+ e Globoplay. “Os Bravos Nunca se Calam” é seu primeiro longa-metragem.  Atualmente, integra o núcleo criativo da Casa de Cinema de Porto Alegre, dedicando-se ao projeto de longa-metragem infanto-juvenil “Paralisa”. É membro da Associação Brasileira de Autores Roteiristas, (ABRA), diretor de cena e colaborador da produtora Polvo Content e curador do Concurso de Roteiros de Pilotos de Séries do FRAPA (Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre). Instagram: @marcioschoenardie

Os Bravos Nunca se Calam – Frame – crédito Lança Filmes (9)

Prêmios

Emmy Internacional de melhor cómedia – “Doce De Mãe” (série) – Rede Globo – função roteirista; Award of excellence – The IndieFEST film Awards – Rotas do Ódio (1ª temporada).

Filmografia

  • Não foi minha culpa (2022), série de TV – co diretor (em parceria com Susanna Lira – produção Cinefilm: disponível na Star+)

  • “Rotas de Ódio” (2018), série de TV – co-diretor (em parceria com Susanna Lira – produção Panorâmica e Modo Operante e co-produzida por NBCUniversal International)

  • “Fora de Quadro” (2015), série de TV – co-diretor; ( produção Casa de Cinema)

  • “Fuinha & Caçapava” (2015), série de TV – diretor;

  • “Vida de República” (2012), série de TV – co-diretor;

  • “Que Coisa é Essa?” (2012), série de TV – diretor;

  • “Mulher de Fases” (2010), série de TV – co-diretor;

  • “Aventuras da Família Brasil” (2009), série de TV – diretor;

  • “Primeira Geração” (2008), série de TV, – diretor;

  • “Dois Andares” (2008), curta – co-diretor.

Conheça os envolvidos:

Nota do diretor: 

Os “Bravos Nunca se Calam” é uma comédia de erros que acompanha a jornada quixotesca de dois irmãos afastados em busca da verdade sobre a morte de Joaquim, seu pai. Apesar de a versão oficial apontar para um incêndio acidental, Manoela e Caio se convencem que Joaquim foi, na verdade, vítima de um assassinato com motivações políticas. Contra tudo e todos, os dois irmãos embarcam em uma jornada atrás de respostas pelas ruas pacatas de sua cidade natal, no interior do Rio Grande do Sul. Sua principal pista é o livro que o pai escreveu, a ser lançado depois de sua morte, que detalha a conspiração política que teria supostamente falido a cidade. Manoela e Caio usam o livro como uma espécie de guia para os meandros desta intrincada trama e, cada novo personagem oferece, além de informações sobre o caso, uma nova peça para que consigam montar o quebra-cabeça de quem era realmente Joaquim.

Verte Filme (Produtora) 

A Verte Filmes é uma produtora focada em narrativas audiovisuais, com uma caminhada consistente na produção de séries. Nos últimos 5 anos, foram produzidas 5 séries de ficção. Horizonte B, que estreou na NETFLIX em 2017 e concorreu ao TELAS – Festival Internacional de Televisão de São Paulo 2015. Werner e os Mortos que estreou em 2017 no Canal Brasil e foi vencedora do FITV – Festival Internacional de Televisão do Rio de Janeiro 2013; Alce & Alice, licenciada à NETFLIX, que estreou em 2017 no Net Now, Vimeo on Demand, e obteve sucesso de crítica em diversos portais de entretenimento; além de ter sido selecionada para o Pitching Aberto do RioContent em 2017. Necrópolis, tendo estreado na Prime Box Brazil, em 2018, e também licenciada posteriormente à NETFLIX. A Mais recente, O Complexo, estreou em 2021 no Cinebrasil TV.

Lança Filmes (Distribuidora)

A Lança Filmes é uma empresa distribuidora de conteúdo audiovisual. Distribuindo longas e curtas-metragens, séries e novos formatos, em festivais, mostras, cinema, VOD, televisão fechada e aberta, internet e em novas plataformas. Entre seus títulos estão: “Mateína – A Erva Perdida” (2022), “Legado Italiano” (2021), “Portuñol” (2021), “Disforia” (2020), “A Cidade dos Piratas” (2019), “Tamara” (2018), “Yonlu” (2018) e “Dromedário no Asfalto” (2014).

FICHA TÉCNICA

Direção: Márcio Schoenardie

Roteiro: Tiago Rezende, Gabriel Faccini e Tomás Fleck

Produção Executiva: Clarissa Milford e Isadora Pillar

Direção de Produção: Martina Zanetello

Direção de Fotografia: Alberto La Salvia

Direção de Arte: Martino Piccinini

Desenho de Som: Gabriela Bervian

Montagem: Raoni Ceccin e Alfredo Barros

Trilha Sonora: Renan Franzen

Produção: Verte Filmes

Distribuição: Lança Filmes

Financiamento:

Edital de Concurso “RS Polo Audiovisual – Produção em Longa Metragem”, no ano de 2014 (FAC/FSA).

Edital de Comercialização Cinema 2018.

plugins premium WordPress