Pular para o conteúdo

Cultura à Milanesa

Vencedor de Melhor Filme no Indy Film Festival, “Derrapada” ganha trailer e data de estreia

Acaba de ser divulgado o novo trailer de “Derrapada”, longa dirigido por Pedro Amorim e estrelado por Matheus Costa, Heslaine Vieira e Nanda Costa. O filme teve a produção da 3 Tabela Filmes, coprodução da Globo Filmes, Camisa Listrada BH e Telecine, e distribuição da Manequim Filmes. A estreia nacional está confirmada para o dia 22 de junho.

 

Alicia _ crédito_ Helena Barreto 3

“Derrapada” é uma adaptação de “SLAM”, romance do autor britânico Nick Hornby publicado em 2007. O roteiro escrito por Izabella Faya e Ana Pacheco, com colaboração de Pedro Amorim, traz para território brasileiro a história que originalmente se passava em Londres. Samuca (Matheus Costa), um skatista de 17 anos, descobre que a namorada Alicia (Heslaine Vieira) está grávida. Ele repete a “derrapada” de Melina (Nanda Costa), sua mãe, que engravidou com a mesma idade. Entre o elenco, também estão Luis Miranda, Augusto Madeira, Jussara Mathias e Felipe Rocha, além do skatista e campeão mundial Bob Burnquist, que teve uma participação especial. O longa foi filmado nos bairros de Madureira e Maracanã, no Rio de Janeiro, e na cidade mineira de Cataguases. A produção conduzida por Fernanda Reznik e Izabella Faya contou com o apoio do Pólo Audiovisual da Zona da Mata.

Alicia e Samuca _ crédito_ Helena Barreto

O filme passou pelas últimas edições do Festival do Rio, Mostra de São Paulo e Indy Film Festival, em Indianápolis (EUA), onde venceu Melhor Filme pela categoria “Cinema Mundial”. No dia 19 de maio, alunos e professores de escolas públicas foram convidados para uma sessão especial no Centro Cultural Humberto Mauro, em Cataguases. O encontro contou com a participação dos estudantes da escola que foi cenário do filme. Depois da exibição, todos se reuniram em um debate sobre gravidez na adolescência, tema abordado na narrativa.

“Eles ficaram vidrados no filme. No debate, todos ficaram até o fim, e a vontade de todos era estender aquele momento. Uma aluna chegou a fazer um manifesto, leu super nervosa para todos e revelou como foi importante para ela ver que um professor respeita e estimula Alicia (protagonista) a ser uma líder na escola. Vários alunos trouxeram suas vivências pessoais e total identificação com os personagens, principalmente no que diz respeito a ausência da responsabilidade paterna e da repetição da gravidez na adolescência.”, conta Izabella Faya, co-roteirista e produtora executiva do filme.

DERRAPADA_crédito_ Helena Barreto

SINOPSE:  

Comédia dramática e romântica, adaptada do livro “Slam”, do autor inglês Nick Hornby. Conta a história de Samuca (Matheus Costa), um skatista de 17 anos que ao sentir que sua vida estava dando certo, descobre que a namorada está grávida. Além das consequências que isto traz para qualquer adolescente, para Samuca tem um efeito ainda mais dramático pelo fato de sua mãe ter engravidado dele quando adolescente. Ele sente o peso de repetir a “derrapada” da mãe, ao mesmo tempo em que busca ser melhor do que o pai foi na vida dele.

Confira as imagens do filme:

ELENCO: 

Samuca (Matheus Costa)

Alicia (Heslaine Vieira)

Melina (mãe Samuca) (Nanda Costa)

Coelho (Leandro Soares)

David (pai Samuca) (Augusto Madeira)

Andrea (mãe Alicia) (Jussara Mathias)

Roberto (pai Alicia) (Luis Miranda)

Marcos (namorado Melina) (Felipe Rocha)

Participação especial: Bob Burquist

 VEJA O TRAILER DO FILME:

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=DBxRRwgAsac[/embedyt]

FICHA TÉCNICA: 

Direção: Pedro Amorim

Produção Executiva: Fernanda Reznik e Izabella Faya

Produtor Associado: Fernando Meirelles

Roteiro: Izabella Faya e Ana Pacheco, com colaboração de Pedro Amorim

Direção de Fotografia: Dante Belluti

Direção de Arte: Dany Espinelli 

Figurinista – Joanna Ribas 

Técnico de som – Robertinho Oliveira

Montadora: Larissa Armstrong

Animações: Rodrigo Amin

Música: Lucas Marcier, Fabiano Krieger, Rogério da Costa Junior, Gabriel Amorim e Cris Ariel

Edição de som e mixagem: Fernando Aranha e Bernardo Adeodato

Preparadora de elenco: Estrela Straus

Produção: 3 Tabela Filmes

Coprodução: Globo Filmes, Camisa Listrada BH e Telecine

Distribuição: Manequim Filmes

diretor Pedro Amorim _ credito Helena Barreto 0

SOBRE O DIRETOR – PEDRO AMORIM 

Natural de Brasília, de 1977, formado em Cinema pela New York University, Pedro Amorim dirigiu diversas séries como “O Homem da sua Vida” (HBO), “Cidade dos Homens” (O2) e “Me chama de Bruna” (Fox). Dirigiu longas de sucesso como “Mato sem cachorro” (2013), “SuperPai” (2015) e o recente “Divórcio”, uma das maiores bilheterias do cinema nacional em 2017 e o vencedor na categoria Melhor longa-metragem de comédia na 17ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Seu último longa foi “Eu Sou Mais Eu” (2019), com Kéfera Buchmann, e seus próximos trabalhos são “Carlinhos e Carlão”, protagonizado por Luis Lobianco, “A Próxima Canção”, com Marcelo Serrado, Thati Lopes e Luis Miranda, e o filme e série “Armação Ilimitada”, com André di Biase e Cadu Moliterno, uma continuação da série de TV de grande sucesso dos anos 80.

SOBRE A PRODUTORA – 3 TABELA FILMES 

A 3 Tabela Filmes é uma produtora independente de cinema e TV, formada pelo diretor Eduardo Nunes, pela roteirista e produtora Izabella Faya e pela produtora Fernanda Reznik, resultado da união de ideias e de experiências dos seus sócios, durante mais de 20 anos. Produziu os curtas “Terral”, “Rota de Colisão”, “Truques, Xaropes e outros artigos de confiança”, “Tropel”, “Asfixia”, exibidos e premiados em diversos festivais nacionais e internacionais. Coproduziu o longa “Sudoeste”, de Eduardo Nunes, vencedor de mais de 30 prêmios nacionais e internacionais, dentre eles três no Festival do Rio 2011, Melhor obra-prima em Havana e Prêmio Tarkovsky, na Rússia. 

Em 2015, lançou o longa documentário “Cinco Vezes Chico – o Velho e sua Gente”, sobre o Rio São Francisco, coproduzido pela Globo Filmes, que participou de mais de 20 festivais pelo mundo, dentre eles o Cinéatino de Toulouse, o FIFE, em Paris, o WasserMusik, em Berlim, e o Vatavaran, na Índia.  

Produziu a série “Ernesto, o Exterminador de Seres Monstruosos (e outras porcarias)” para a TV Brasil em coprodução com o ICAU / Uruguai, os documentário “Antártica por um ano”, de Julia Martins, vencedor do IFFNY (International Film Festival of New York), “Pantanal ou a boa inocência de nossas origens”, com poesias de Manoel de Barros, dirigido por Izabella Faya e Eduardo Nunes, e o segundo longa de ficção de Eduardo Nunes, “Unicórnio”, protagonizado por Patrícia Pillar e Zécarlos Machado, que fez estreia mundial na Berlinale (2018) e a série adolescente “Frequência Positiva”, de Flavia Lins e Silva, filmada na Bahia. Está na segunda edição do Núcleo Criativo Caleidoscópio, que acaba de ter a série Los Peludos, de Izabella Faya, selecionada para o laboratório do Cinekid (Amsterdam e Berlinale).

Filmou em agosto o novo longa de Eduardo Nunes, Cinco da Tarde, coprodução com Portugal, que está em montagem.

SOBRE A COPRODUTORA – GLOBO FILMES 

Construir parcerias que viabilizam e impulsionam o audiovisual nacional para entreter, encantar e inspirar com grandes histórias brasileiras – do cinema à casa de cada um de nós. É assim que a Globo Filmes atua desde 1998. Com mais de 400 filmes no portfólio, como produtora e coprodutora, o foco é na qualidade artística e na diversidade de conteúdo, levando ao público o que há de melhor no nosso cinema: comédias, romances, infantis, dramas, aventuras e documentários. A filmografia vai de recordistas de bilheteria, como ‘Tropa de Elite 2’ e ‘Minha Mãe é uma Peça 3’ – ambos com mais de 11 milhões de espectadores – a sucessos de crítica e público como ‘2 Filhos de Francisco’, ‘Aquarius’, ‘Que Horas Ela Volta?’, ‘O Palhaço’ e ‘Carandiru’, passando por longas premiados no Brasil e no exterior, como ‘Cidade de Deus’ – com quatro indicações ao Oscar – e ‘Bacurau’, que recebeu o prêmio do Júri no Festival de Cannes. Títulos mais recentes como ‘Marighella’, ‘Turma da Mônica: Lições’ e ‘Medida Provisória’ fizeram o público voltar às salas pós-pandemia para prestigiar um cinema que fala a nossa língua.

 

SOBRE A COPRODUTORA – TELECINE 

Apresentando-se, inicialmente, como um único canal de televisão, o Telecine seguiu se expandindo até se tornar uma das maiores companhias nacionais de acervo audiovisual, chegando a um total de seis canais com exibição ininterrupta para assinantes, além de um serviço de locação On Demand e da plataforma de streaming Telecine Play. Em 2008, a empresa passou a investir diretamente nas produções cinematográficas. Com o selo Telecine Productions, a Rede assinou a coprodução de diversos títulos, como “Casa da Mãe Joana” (2008), “Budapeste”(2009), “Tropa de Elite 2: o Inimigo agora É Outro” (2010), “Capitães da Areia” (2011), “Minha Mãe É Uma Peça – O Filme” (2013), “Fala Sério, Mãe!” (2017) e a trilogia “De Pernas pro Ar” (2010/2012/2018). Estabelecendo parcerias com grandes produtoras, incluindo Globo Filmes e Imagem Filmes, a Rede Telecine garantiu a exclusividade das produções nos canais e encurtou o intervalo entre os lançamentos no cinema e as exibições na televisão.

SOBRE A COPRODUTORA – CAMISA LISTRADA BH 

A Camisa Listrada BH foi criada a partir da sociedade dos produtores Júlia Nogueira e André Carreira, para atender ao mercado brasileiro e internacional. Em seu primeiro ano de atividades, a empresa coproduziu dois longas de ficção: “Arigó”, em parceria com a  Moonshot Pictures; e “Maria do Caritó” em parceria com a EH! Filmes.

A empresa conta com a parceria e experiência da Camisa Listrada, produtora fundada em BH em 2000 e atualmente sediada no RJ.  Seus filmes “O Candidato Honesto 1 e 2”, “Um Suburbano Sortudo”, “Fala Sério, Mãe!” e “Os Farofeiros” acumularam quase 10 milhões de espectadores nos cinemas. Também produziu o longa “O Menino no Espelho”; os documentários “Por Um Triz” e “Filme Paisagem – Um Olhar sobre Roberto Burle Marx”, e as séries “Expedições Burle Marx” e “Inhotim Arte Presente”.

 

SOBRE A DISTRIBUIDORA – MANEQUIM FILMES 

A Manequim é o novo selo da Vitrine Filmes para a distribuição de filmes comerciais com um perfil de público mais amplo. O line-up conta com os lançamentos de “Nosso Sonho”, cinebiografia de Claudinho e Buchecha; “O Meu Sangue Ferve por Você”, cinebiografia de Sidney Magal; “Princesa Adormecida”, baseado na obra de Paula Pimenta; “Derrapada” de Pedro Amorim; e muito mais.

A Vitrine Filmes, em dez anos de atuação, já distribuiu mais de 160 filmes e alcançou mais de 4 milhões de espectadores. Entre seus maiores sucessos estão ‘O Som ao Redor’, ‘Aquarius’; e ‘Bacurau’ de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. Outros destaques são ‘A Vida Invisível’, de Karim Aïnouz, representante brasileiro do Oscar 2020, ‘Hoje Eu Quero Voltar Sozinho’, de Daniel Ribeiro, e ‘O Filme da Minha Vida’, de Selton Mello. Entre os documentários, a distribuidora lançou ‘Divinas Divas’, dirigido por Leandra Leal e ‘O Processo’, de Maria Augusta Ramos, que entrou para a lista dos 10 documentários mais vistos da história do cinema nacional.

Além do cinema nacional, a Vitrine Filmes vem expandindo o seu catálogo internacional ao longo dos anos, tendo sido responsável pelo lançamento dos sucessos “O Farol”, de Robert Eggers, indicado ao Oscar de Melhor Fotografia; “Você Não Estava Aqui”, dirigido por Ken Loach, e premiado com o Oscar de Melhor Filme Internacional 2021: ‘DRUK – Mais uma rodada’, de Thomas Vinterberg.

 

plugins premium WordPress