Pular para o conteúdo

Cultura à Milanesa

Coproduções Globo Filmes têm mais de 40 indicações ao 22º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Sete coproduções Globo Filmes concorrem ao 22º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, somando um total de 44 indicações: “Medida Provisória” (15), de Lázaro Ramos; “Eduardo e Mônica” (11), de René Sampaio; “A Viagem de Pedro” (10), de Laís Bodanzky; “Pluft, O Fantasminha” (5), de Rosane Svartman; “Bem-Vinda a Quixeramobim” (1), de Halder Gomes; “DPA 3- Uma Aventura no Fim do Mundo” (1), de Mauro Lima; e “As Verdades” (1), de José Eduardo Belmonte. A cerimônia da maior premiação do setor audiovisual está marcada para 23 de agosto na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, e será transmitida ao vivo pelo Canal Brasil e pelo YouTube da Academia Brasileira de Cinema e Artes Visuais.

Filme Medida Provisória 2022

“Medida Provisória”, produzido por Lereby Produções e Lata Filmes, lidera a lista geral, com 15 indicações: Melhor Longa-Metragem Ficção (votação popular); Melhor Primeira Direção de Longa-Metragem (Lázaro Ramos); Melhor Ator (Alfred Enoch); Melhor Atriz Coadjuvante (Adriana Esteves); Melhor Ator Coadjuvante (Emicida e Flávio Bauraqui); Melhor Direção de Fotografia (Adrian Teijido, ABC); Melhor Roteiro Adaptado (Lusa Silvestre, Lázaro Ramos, Elisio Lopes Jr. E Aldri Anunciação); Melhor Direção de Arte (Tiago Marques); Melhor Figurino (Alex Brollo); Melhor Maquiagem (Adriano Manques); Melhor Efeito Visual (Paulo Barcellos); Melhor Montagem (Diana Vasconcelos); Melhor Som (Marcel Costa, Waldir Xavier e Bernardo Adeodato); Melhor Trilha Sonora (Plínio Profeta, Rincon Sapiência e Kiko de Souza).

Confira as categorias: 

  • “Eduardo e Mônica” (11) – produção: Gávea Filmes, Barry Company e Fogo Cerrado Filmes. 

Melhor Longa-Metragem Ficção (votação popular); Melhor Direção (René Sampaio); Melhor Atriz (Alice Braga); Melhor Ator (Gabriel Leone); Melhor Direção de Fotografia (Gustavo Hadba, ABC); Melhor Roteiro Adaptado (Matheus Souza, Claudia Souto, Jessica Candal e Michele Frantz); Melhor Direção de Arte (Tiago Marques); Melhor Figurino (Valeria Stefani); Melhor Maquiagem (Auri Mota); Melhor Montagem (Lucas Gonzaga); Melhor Trilha Sonora (Pedro Guedes, Fabiano Krieger e Lucas Marcier).

Filme Eduardo e Monica (2022)
  • “A Viagem de Pedro” (10) – produção: Biônica Filmes e Buriti Filmes. 

Melhor Longa-Metragem Ficção (votação popular); Melhor Direção (Laís Bodanzky); Melhor Ator (Cauã Reymond); Melhor Direção de Fotografia (Pedro J. Marquez); Melhor Roteiro Original (Laís Bodanzky); Melhor Direção de Arte (Adrian Cooper); Melhor Figurino (Marjorie Gueller, Joana Porto e Patrícia Dória); Melhor Maquiagem (Tayce Vake e Blue); Melhor Efeito Visual (Eduardo Schaal, Guilherme Ramalho e Hugo Gurgel); Melhor Montagem (Eduardo Gripa).

Filme a Viagem de Pedro (2021)
  • “Pluft, O Fantasminha” (5) – produção: Raccord Produções. 

Melhor Longa-Metragem Infantil; Melhor Direção (Rosane Svartman); Melhor Maquiagem (Mari Figueiredo e Cacá Zech); Melhor Efeito Visual (Sandro Di Segni); Melhor Som (Álvaro Correia, Waldir Xavier, Armando Torres Jr. E Caio Guerin).

Filme Pluft, o Fantasminha (2022)
  • “Bem-Vinda a Quixeramobim” (1) – produção: Glaz Entretenimento. 

Melhor Longa-Metragem Comédia.

Filme Bem-Vinda a Quixeramobim (2022)
  • “DPA 3- Uma Aventura no Fim do Mundo” (1) – produção: Paris Entretenimento. 

Melhor Longa-Metragem Infantil.

Filme Detetives do Prédio Azul 3 – Uma Aventura no Fim do Mundo
  • “As Verdades” (1) – produção: Gullane. 

Melhor Atriz Coadjuvante (Drica Moraes).

De 29 de junho a 10 de julho, os vencedores serão escolhidos a partir de votação entre os sócios da Academia. Já a votação popular pela internet terá início no dia 23 de julho. 

Sobre a Globo Filmes 

Construir parcerias que viabilizam e impulsionam o audiovisual nacional para entreter, encantar e inspirar com grandes histórias brasileiras – do cinema à casa de cada um de nós. É assim que a Globo Filmes atua desde 1998. Com mais de 450 filmes no portfólio, como produtora e coprodutora, o foco é na qualidade artística e na diversidade de conteúdo, levando ao público o que há de melhor no nosso cinema: comédias, romances, infantis, dramas, aventuras e documentários. A filmografia vai de recordistas de bilheteria, como ‘Tropa de Elite 2’ e ‘Minha Mãe é uma Peça 3’ – ambos com mais de 11 milhões de espectadores – a sucessos de crítica e público como ‘2 Filhos de Francisco’, ‘Aquarius’, ‘Que Horas Ela Volta?’, ‘O Palhaço’ e ‘Carandiru’, passando por longas premiados no Brasil e no exterior, como ‘Cidade de Deus’ – com quatro indicações ao Oscar – e ‘Bacurau’, que recebeu o prêmio do Júri no Festival de Cannes. Títulos mais recentes como ‘Marighella’, ‘Turma da Mônica: Lições’ e ‘Medida Provisória’ fizeram o público voltar às salas pós-pandemia para prestigiar um cinema que fala a nossa língua. 

plugins premium WordPress