Pular para o conteúdo

Cultura à Milanesa

Filme “Uma Mulher Pensando” – Thuë pihi kuuwi

Uma Mulher Pensando, dirigido por Aida Harika, Roseane Yariana e Edmar Tokorino tem sua estreia nacional na 26a Mostra de Cinema de Tiradentes e é uma das obras que integra a exposição
apresentada pela Fundação Cartier ‘Claudia Andujar – The Yanomami Struggle’ que abre em Fevereiro no museu The Shed em Nova Iorque.

Sinopse
Uma mulher yanomami observa um xamã durante o preparo da Yãkoana, alimento dos espíritos. A partir da narrativa de uma jovem mulher indígena, a Yãkoana que alimenta os Xapiripë e permite aos xamãs adentrarem o mundo dos espíritos também propõe um encontro de perspectivas e imaginações.

Aida Harika_foto_credit_Marília Senlle

Contexto do filme

“Thuë pihi kuuwi – Uma Mulher Pensando” é o primeiro filme dirigido e filmado por mulheres Yanomami, com direção de Aida Harika, Roseane Yariana e Edmar Tokorino. O filme integra a mais
recente produção cinematográfica dos Yanomami, composta por outros dois curtas-metragens, “Yuri u xëatima thë – A Pesca com Timbó (10min), também com direção compartilhada entre Aida Harika, Roseane Yariana e Edmar Tokorino, e “Mãri hi – A árvore dos sonhos” (17min) dirigido por Morzaniel Ɨramari contando com a participação do grande líder e xamã Davi Kopenawa. Os quatro vivem na região do Demini, na Terra Indígena Yanomami (TIY), situada entre os Estados de Roraima e Amazonas. O olhar de uma jovem mulher sobre o trabalho dos xamãs, a prática da pesca com timbó e o conhecimento sobre os sonhos são os temas desses três novos filmes dirigidos pelos jovens cineastas Yanomami.

O registro foi feito na grande casa coletiva de Watorikɨ, na região do Demini (TIY) junto à produtora Aruac Filmes durante as filmagens do longa metragem “A Queda do Céu”, filme livremente inspirado na obra homônima de Davi Kopenawa e Bruce Albert e dirigido por Eryk Rocha e Gabriela Carneiro da Cunha, com lançamento previsto para o 2o semestre de 2023. Em 2022, a Aruac organizou junto à Hutukara Associação Yanomami (HAY) e ao Instituto Socioambiental (ISA) uma oficina de montagem audiovisual que ensejou a produção dos três curtas.

Os filmes inauguram a nova produção audiovisual dos Yanomami, produzidos por jovens que fazem parte de um grupo composto em 2018 pela Hutukara para se tornarem comunicadores e difundirem o trabalho da associação entre os Yanomami, e para outros povos e os não-indígenas, que assim poderão conhecer mais sobre o povo Yanomami e seus conhecimentos e ampliar a luta pelos direitos indígenas sob novos pontos de vista, além de fomentar a circulação de saberes entre os jovens e os mais velhos. “Queremos mostrar quem nós somos e acabar com o preconceito que ainda sofremos”, diz o vice-presidente da HAY, Dário Vitório Kopenawa Yanomami.

 

Still_Uma Mulher Pensando_credit_Roseane Yariana_01

Morzaniel Ɨramari é diretor de outros dois filmes, os primeiros realizados pelos Yanomami, o curta-metragem “Casa dos Espíritos” (2010) e o longa “Urihi Haromatipë – Curadores da
Terra-floresta” (2014). Morzaniel formou-se através do projeto Vídeo nas Aldeias e hoje, além de atuar na produção de seus próprios filmes, também realiza a formação dos mais jovens. Roseane
Yariana fez parte do primeiro grupo de jovens escolhido pela diretoria da Hutukara, participando de oficinas de formação que produziram boletins de áudio e fotografias. Aida Harika e Edmar Tokorino passaram a compor o grupo em 2021, recebendo formação para a produção de vídeos e curtas-metragens feitos com celular. Edmar é um dos jovens xamãs do Demini e traz esse
conhecimento central da vida dos Yanomami para os filmes.

Still_Uma Mulher Pensando_credit_Roseane Yariana_02

Os filmes são uma produção Aruac Filmes com coprodução da Hutukara Associação Yanomami e produção associada da Gata Maior Filmes. Os filmes contam com o apoio institucional do Instituto Socioambiental e apoio de uma rede de fundações e apoiadores internacionais que trabalham diretamente com a Amazônia Brasileira.

Biografia dos Diretores “Thuë pihi kuuwi – Uma Mulher Pensando”

Aida Harika Yanomami e Edmar Tokorino Yanomami são dois cineastas Yanomami que residem na aldeia de Watorikɨ, Demini, Terra Indígena Yanomami, localizada na Amazônia Brasileira. Ambos cineastas fazem parte do coletivo de comunicadores Yanomami criado em 2018 pela Hutukara Associação Yanomami com apoio do Instituto Socioambiental (ISA). Com objetivo de fortalecer a comunicação da Hutukara e desenvolver estratégias de fortalecimento dos conhecimentos tradicionais entre os jovens, cujo interesse por celulares e tecnologias não indígenas é crescente, criou-se um grupo de 06 jovens de três regiões da TI Yanomami – Watorikɨ, Missão Catrimani e Novo Demini, para receberem formação de audiovisual. Desde 2021, Aida e Edmar participaram de diversas oficinas onde produziram boletins de áudio, fotografias, vídeos feitos com celulares e curtas-metragens. “Thuë pihi kuuwi – Uma Uma Mulher Pensando” e “Yuri u xëatima thë – A Pesca com Timbó” são seus primeiros curtas metragens nos quais assinam em conjunto a direção e montagem.

Roseane Yariana Yanomami fez parte do primeiro grupo de jovens escolhidos pela diretoria da Hutukara Associação Yanomami para participar das oficinas de formação em audiovisual, em 2018.
Ela é moradora da aldeia Buriti, região do Demini, e é filha de Joseca Yanomami, artista reconhecido internacionalmente por seus desenhos.

Still_Uma Mulher Pensando_credit_Roseane Yariana_03

Ficha Técnica

Direção Aida Harika Yanomami, Edmar Tokorino Yanomami e Roseane Yariana Yanomami
Com Aida Harika Yanomami
Direção de Fotografia e Câmera Roseane Yariana Yanomami
Produtores Eryk Rocha e Gabriela Carneiro da Cunha
Montagem Aida Harika Yanomami, Edmar Tokorino Yanomami, Carlos Eduardo Ceccon, Julia
Faraco e Rodrigo Ribeiro-Andrade
Edição de Som Waldir Xavier
Mixagem Guilherme Lima de Assis
Som Direto Marcos Lopes da Silva
Color Grading Cassiana Umetsu
Tradutores Ana Maria Machado, Richard Duque, Corrado Dalmonego, Marcelo Silva e
Morzaniel Ɨramari Yanomami
Supervisão Geral Davi Kopenawa Yanomami e Dário Vitório Kopenawa Yanomami
Responsável Formação Audiovisual Yanomami Marília Garcia Senlle
Produção Executiva Heloisa Jinzenji
Coordenação de Produção Margarida Serrano
Coordenação Financeira Tárik Puggina
Gerente de Projeto Lisa Guun
Produtoras de Impacto Marília Garcia Senlle e Carolina Ribas
Produção Aruac Filmes
Co-produção Hutukara Associação Yanomami
Produção Associada Gata Maior Filmes
Apoio ISA – Instituto Socioambiental, Porticus, CLUA – Climate and Land Use Alliance, Ford
Foundation, Nia Tero, Foundation Cartier, Humanize, Arapyaú, RFN – Rainforest Foundation
Norway, NICFI – Norway’s International Climate and Forest Initiative, RCA – Rede de
Cooperação Amazônica, Instituto Iepé, Instituto Meraki, IRIS – International Resource for
Impact and Storytelling, Amazon Watch e Fondation AlterCiné

plugins premium WordPress