Pular para o conteúdo

Cultura à Milanesa

Mano Brown e Jojo Todynho em um papo sobre o prazer e a dor da fama

A segunda entrevistada de Mano Brown na nova temporada do podcast Original Spotify Mano a Mano é Jojo Todynho que, para esse papo, trouxe à tona a Jordana Gleise de Jesus Menezes que só a família e os mais íntimos conhecem. Na conversa, que vai ao ar amanhã, 31, Jojo desafia o rapper: regravar o clipe do clássico Negro Drama, dos Racionais MC, com sua participação. Escute abaixo. É grátis, só no Spotify.

Aos 25 anos, ela soma no currículo sucessos na música e a marca de ser a primeira mulher negra a ter um talk show no Brasil. O som que produz, o fato de ser subestimada pela opinião pública e de ser reconhecida por sua autenticidade, são pontos que o rapper se identifica e sempre buscou desmistificar e provocar. “Você é muito inteligente… As pessoas te falam isso? Porque estamos tendo uma aula aqui”, elogia ele durante conversa com a cantora.


O papo entre os dois artistas permeia muito sobre um dos grandes desafios da profissão que escolheram, que é saber lidar com críticas, julgamentos, exposição e rejeição, e houve uma troca de experiências sobre isso. “Às vezes é gostoso ser odiado, né?”, reflete o MC. “Eu não vivo com base na opinião dos outros. Eu sempre tive muita personalidade (…) as pessoas têm comigo uma relação de amor e ódio. Elas me amam e me odeiam, veem em mim a frustração delas”, diz Jojo.

“Hoje falta para os adolescentes esse carinho, esse respeito. Na rua eu sou Jojo Todynho, na casa da minha vó eu sou Jordana e quem fala mais alto lá é ela. Eu não bato de frente. É isso que eu tento passar para a garotada que me segue: respeito”. Assim como Jojo, MB cresceu rodeado de mulheres e observa uma característica em comum das duas: a convicção na hora da fala. “A minha mãe tinha essa coisa de arregalar o olho quando fala… meu Deus do céu é muita força! E você fala assim (…) dá pra ver que é verdade”.

Nesta temporada do Original Spotify Mano a Mano, o MC continua recebendo personalidades de diferentes gerações e expandindo o diálogo com temas até então não explorados: Segurança pública, saneamento básico, neurociência, comédia e mais. Além de discutir assuntos relevantes e de curiosidade popular, o rapper também sempre dá um jeito de revelar o lado mais pessoal do convidado e da sua própria história. O entrevistado do episódio de estreia desta temporada foi o rapper, apresentador e escritor brasileiro Emicida. Com direção criativa de Spotify Studios e Gana e produção de Spotify Studios, MugShot e Boogie Naipe, Mano a Mano é um podcast Original Spotify com episódios inéditos todas às quintas-feiras, grátis, só no Spotify.

 

plugins premium WordPress