Pular para o conteúdo

Cultura à Milanesa

Por que você deveria assistir o filme Medida Provisória? (cinco motivos)

Medida Provisória, filme dirigido por Lázaro Ramos e baseado na peça teatral “Namíbia, não!” escrita por Aldri Anunciação É claro que se você é novo por aqui na nossa cozinha, pode pensar que o motivo número é a valorização do cinema nacional, certo? Errado! Isso é consequência de consumir cultura de qualidade. O alerta que trago aqui para vocês é muito mais sobre a rapidez que a oportunidade passará por nós do que qualquer outro motivo. Sei que isso foi o spoiler do motivo número um, mas vamos lá.

Primeiro: Estamos falando de um filme que começa com um tom de comédia, tesouro já nacional conquistado, onde esse gênero já figura na nossa prateleira como produto vaca leiteira exercida com louvor! Porém, o filme surpreende por rodar na chave da distopia de um Brasil que parece logo ali, sem data, mas assustadoramente engatilhado em conversas ideológicas aterrorizantes à moda O conto da Aia. Depois, Medida Provisória te levará por um Thriller e então drama! Sim, se pareceu algo disruptivo para você, é porque é mesmo. Começa na comédia e termina no drama.

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=f0uND6Lx5ZE[/embedyt]

Segundo: Primeiro (!) longa dirigido por Lázaro Ramos, que é um artista nacional que alavanca nosso ramo artístico cada vez mais. Parte de uma geração de ouro da nossa cultura. Este trabalho já tem visibilidade e prêmios lá fora e seria apenas uma consequência enaltecê-lo aqui dentro do país, para que esse novíssimo diretor possa ser cada vez mais projetado.

Terceiro: O próprio Lázaro Ramos, alertou em diversos programas como Podpah, ou Roda Viva, que o filme possivelmente ficará nas telonas apenas por uma semana, isso mesmo, uma semana! Tal coisa se deve ao fato da sobrevida de filmes nacionais dependerem das demandas por filmes blockbuster, e como Animais Fantásticos antecipou sua estreia, já viu, né? Aqui fica o alerta máximo desse artigo. Se você não se mover para já no dia 14 desse mês ir aos cinemas.

Quarto: Do Teatro ao Cinema! Trazendo Alfred Enoch, que já estrelou filmes do Harry Potter e How to Get away with murder, Seu Jorge, Taís Araújo, em um elenco riquíssimo e com promessa de continuação. Vamos investir, como brasileiros, nessa franquia?




























plugins premium WordPress